bolo com cobertura de chocolate

Mais importante do que saber o que consumir na sua dieta para combater a candidíase, é saber o que descartar, uma vez que alguns alimentos podem ser verdadeiros inimigos quando se fala em tratamento da Cândida e cura.

No artigo anterior falamos sobre os Alimentos aliados que você deve integrar na sua dieta! que também são importantes e você pode consultar clicando no link, mas fique bastante atento aos alimentos proibidos, pois principalmente nas fases restritivas da dieta para se livrar da Cândida, eles podem atrapalhar e até mesmo impedir a cura da candidíase.

Tratar sua Cândida significa fazer algumas mudanças em seus hábitos alimentares e estilo de vida. A lista que trarei logo abaixo fala um pouco dos alimentos mais problemáticos e que contribuem na infestação de Cândida, como comidas cheias de açúcar, grãos carregados de glúten, bebidas com cafeína e oleaginosas.

No programa Operação Candidíase eu divido os alimentos em aliados, tolerados e inimigos. O aliado é o que deve ser consumido, o tolerado também pode, desde que consuma com moderação e o inimigo deve ser evitado. Abaixo você encontra um resumo dos alimentos inimigos!

Alguns dos alimentos dessa lista fornecem energia para as colônias de Cândida. Outros enfraquecem o seu sistema imunológico e reduzem a capacidade do seu corpo de combater a infecção. E também há alimentos que interferem no seu sistema digestivo, por exemplo, irritando a membrana intestinal.

Se você realmente quer acabar com a infestação de Cândida para sempre, a melhor coisa que você pode fazer por você é evitar todos esses alimentos. Abaixo da tabela, estão algumas informações úteis sobre cada grupo de alimentos.

Alimentos inimigos que devem ser evitados

  • Frutas com alto teor de açúcar
  • Grãos glutinosos
  • Carnes como carne de porco
  • Peixe como atum e espadarte
  • Alguns produtos lácteos
  • Oleaginosas e sementes moídas
  • Condimentos com açúcares adicionados
  • Óleos vegetais refinados e processados
  • Açúcares e adoçantes
  • Bebidas com cafeína ou açucaradas
  • Bebidas alcoólicas

Frutas com alto teor de açúcar

  • Bananas
  • Tâmara
  • Sucos de fruta
  • Uvas
  • Manga
  • Uvas-passas

Grãos glutinosos

  • Cevada
  • Centeio
  • Espelta (trigo-vermelho)
  • Trigo

Carnes e peixes

  • Porco
  • Carnes processadas
  • Marisco
  • Peixe-espada
  • Atum

Produtos lácteos

  • Queijo
  • Leite
  • Creme de leite
  • Isolado de soro de leite

Sementes

  • Manteigas de oleaginosas

Condimentos

  • Molho de churrasco
  • Ketchup
  • Maionese
  • Molho de soja
  • Vinagre branco

Gorduras e óleos processados

  • Óleo de canola
  • Margarina
  • Óleo de soja
  • Óleo de girassol

Açúcares e adoçantes

  • Agave
  • Aspartame
  • Cana de açúcar
  • Xarope de milho
  • Mel
  • Xarope de bordo
  • Melaço
  • Açúcar

Bebidas cafeinadas ou açucaradas

  • Chá preto
  • Café
  • Refrigerante regular
  • Energéticos
  • Sucos de fruta

Bebidas alcoólicas

  • Cerveja
  • Espumante
  • Licores
  • Destilados
  • Vinho

Frutas com alto teor de açúcar

 colher com uva passas

O alto teor de açúcar que existe em algumas frutas é uma boa fonte de alimento para a Cândida, mesmo que os açúcares sejam naturais. Por isso que, pelo menos no começo do programa, você deve evitar consumir frutas.

É particularmente importante evitar frutas desidratadas como passas e damascos, pois o processo de desidratação/secagem faz com que o nível de açúcar aumente de forma drástica.

O suco de frutas, por mais gostoso que seja, também deve ser evitado, pois ao processar e bater no liquidificador você perde boa parte da quantidade de fibras da fruta, fazendo com que seu  corpo absorva açúcar de forma mais direta e de uma única vez.

Grãos glutinosos

tigelas com grãos

Quem é celíaca já está acostumada a não consumir alguns grãos glutinosos por serem alérgicas ao glúten, já quem não é, pode consumir no dia a dia uma grande quantidade desses alimentos, seja em grãos ou processados.

Pessoas que enfrentam o crescimento excessivo de Cândida no intestino, também podem desenvolver uma alta sensibilidade ao glúten.

O glúten pode causar sensibilidade, alergia e levar a sintomas como inchaço, indigestão, cãibras, confusão cerebral e fadiga. Se você já tem Cândida, comer glúten provavelmente agravará seus sintomas. Também pode irritar e enfraquecer a parede do seu intestino.

Os alimentos de hoje em dia contêm muito mais glúten do que a dieta dos nossos ancestrais, que era mais natural. Com esse excesso de consumo de glúten, o corpo começa a desenvolver alergias. Dê ao seu corpo uma pausa no consumo desses alimentos e substitua por outros como o milho ou trigo sarraceno.

Carnes

Baicon fritos

Algumas proteínas são aceitáveis e indicadas para consumir durante as fases da dieta contra candidíase como o frango e peru. Você também pode comer carne vermelha, mas em quantidades menores. No entanto, existem algumas carnes que você deve evitar.

A carne de porco contém parasitas que podem sobreviver ao cozimento e prejudicar as pessoas que têm um sistema digestivo enfraquecido. Lembre-se também de que a carne de porco, como o bacon pode ter compostos cancerígenos.

As carnes processadas são carregadas com dextrose, nitratos, sulfatos e açúcares. Isso pode levar a um desequilíbrio intestinal, enfraquecer seu sistema imunológico, estressar seu fígado e impedir a desintoxicação. Por isso, evite consumir esse tipo de alimento, com isso você só trará benefícios para sua saúde e corpo.

Peixe

carne fatiada com limão

Conservas de peixes grandes como o atum e espadarte tendem a conter grandes quantidades de metais pesados e outros contaminantes. Isso ocorre porque eles passaram mais tempo nos oceanos poluídos, diferente de outros peixes menores.

Um estudo da Universidade de Michigan descobriu que os níveis de mercúrio no atum aumentaram 3,8% por ano de 1998 a 2008. A tendência provavelmente é aumentar ainda mais com o passar dos anos.

Prefira consumir peixes pequenos, como arenque ou sardinha, que têm menos mercúrio acumulado. O salmão selvagem (especialmente do Alasca ou da costa do Pacífico) é o único peixe maior com menores níveis de mercúrio e, por isso, também pode ser integrado na dieta.

Laticínios

jara com leiteNa verdade, a maioria dos produtos lácteos deve ser evitada, exceto ghee, manteiga, kefir e iogurte probiótico. Isso porque os alimentos lácteos tendem a conter muitos açúcares naturais como a lactose e também podem ser difíceis de digerir.

Muitas pessoas têm alergia a produtos lácteos, especialmente aqueles derivados do leite de vaca. A alergia vem geralmente da lactose ou caseína, substâncias encontradas em produtos como leite ou queijo.

O isolado de soro de leite é outro alimento lácteo que deve ser evitado. O processo utilizado para produzir isolados de soro de leite produz isômeros ópticos prejudiciais, que não foram projetados para estar no seu corpo.

Quando essas proteínas acabam no seu osso, cérebro e músculo, elas podem levar doenças ligadas ao envelhecimento como o Alzheimer e Parkinson. Os concentrados de soro de leite podem ser as melhores escolhas ou aquelas derivadas de fontes vegetais. Evite também qualquer produto lácteo que contenha açúcares adicionados.

Oleaginosas e sementes

sementes Alguns grupo de oleaginosas contém grandes quantidades de mofo, que podem irritar o seu intestino. Quem enfrenta os sintomas da candidíase tende a ter uma maior sensibilidade ao mofo, o que pode levar à inflamação e a desenvolver uma resposta imunológica.

As oleaginosas que contém mais mofo são: amendoim, caju, nozes e pistache, portanto, retire da sua dieta até você se recuperar do crescimento excessivo de Cândida. Lembre-se também de evitar manteigas feitas com essas oleaginosas, por mais saboroso que seja.

Condimentos molhos para comidas

Vários molhos de churrasco e para saladas que vêm prontos para usar, facilmente encontrados em mercados contém grandes quantidades de açúcares adicionados que podem aumentar o crescimento da Cândida no seu intestino.

Por mais prático que seja, evite esses molhos e condimentos e opte por preparar seu próprio molho em casa utilizando principalmente azeite e limão, bem como ervas, especiarias e óleos saudáveis como o óleo de coco.

Gorduras e óleos

colher com óleo

Os óleos vegetais refinados e processados podem fazer muito mal a sua saúde, e você deve evitá-las durante a dieta contra Cândida. Existem muitos outros óleos saudáveis que você pode optar, sem precisar recorrer a estes derivados vegetais excessivamente processados.

O azeite é uma ótima escolha de alimento antifúngico, mas esteja ciente de que existem muitos azeites falsos no mercado. Você pode comprar o seu azeite em uma loja que confie. Sempre leia os rótulos, pois algumas marcas podem misturar com óleo de canola para baratear o custo.

Adoçantes

mel na tigela Existem pelo menos 50 nomes diferentes de açúcar que podem aparecer no rótulo dos adoçantes  e outros alimentos. Os alimentos com mais alto teor de açúcar são os cereais matinais e refrigerantes.

Sempre leia os rótulos dos alimentos para garantir que o seu alimento não contenha nenhum tipo de açúcar. E lembre-se de que os açúcares naturais como o xarope de bordo, o agave e o mel são tão propensos a alimentar um crescimento excessivo de Cândida quanto os outros.

Tenha cuidado com os adoçantes artificiais, como o aspartame também, pois pode enfraquecer o seu sistema imunológico. Sem falar que também é considerado carcinógeno.

Existem escolhas de adoçantes saudáveis que não aumentam o nível de açúcar no sangue como stévia, eritritol ou xilitol. Invista nessas escolhas! (:

Bebidas não alcoólicas

bebidas geladas A cafeína pode aumentar consideravelmente o nível de açúcar no sangue, mas o principal problema é que, como a maioria das bebidas com cafeína, ela enfraquece as glândulas supra-renais e pode prejudicar seu sistema imunológico.

Evite também refrigerantes açucarados e bebidas dietéticas que contenham aspartame ou sucralose. Os energéticos tendem a ter também muitos açúcares adicionados, e por isso devem ser completamente eliminados da sua dieta.

Bebidas alcoólicas

garrafa de vinho e taça de vinho Diminuir o consumo excessivo de álcool pode levar a uma queda temporária nas taxas de açúcar no sangue, algo que muitas pessoas não sabem. Por outro lado, beber quantidades moderadas de álcool tende a aumentar o seu nível de açúcar no sangue.

De qualquer forma, a desestabilização do açúcar no sangue, seja qual for, coloca um estresse extra nas glândulas adrenais e outros órgãos internos.

Algumas bebidas alcoólicas são carregadas de carboidratos e associadas a misturadores e alimentos com alto teor de açúcar. A longo prazo, o consumo de álcool tende a diminuir a eficácia da insulina, levando a níveis consistentes de açúcar no sangue.

O álcool também pode aumentar a permeabilidade intestinal e afetar negativamente seu sistema imunológico. Para mais informações, leia ao artigo 7 razões para evitar o álcool durante a Operação Candidíase.

 

Para saber mais detalhes sobre as listas e explicações dos alimentos inimigos, confira o e-book Operação Candidíase. Lá você encontra as listas de alimentos aliados e inimigos detalhadas, bem como listas de compras para levar ao mercado e sugestões de receitas aliadas. Confira!

Leave a Reply

Your email address will not be published.