candidíase pode ser curada de forma definitiva

Candidíase tem cura e depende de você. Pode ser muito relaxante tomar umas de vez em quando, virar umas boas doses com os amigos nos finais de semana ou happy hours ou tomar uma cervejinha gelada naqueles dias mais quentes ou no churrasco em casa ou até mesmo desfrutar de uma boa taça de vinho em casa antes de dormir.

Beber álcool realmente pode ajudar a relaxar e reduzir os níveis de estresse do seu dia, além de ajudar você a socializar mais e ficar mais desinibido. Porém, já sabemos que o álcool pode trazer prejuízos para sua saúde de várias formas.

Em curto prazo, o álcool pode enfraquecer o sistema imunológico, contribuir para as mudanças de humor repentina, desestabilizar o sono reparador e diminuir os níveis de energia do corpo. Se você já está sentindo esses sintomas por causa da candidíase, aumentar ainda mais essas sensações é o que você menos precisa agora, concorda?

Para muitas pessoas, a parte mais difícil de mudar para uma dieta específica para acabar com a Cândida Albicans é abandonar o álcool. Tem gente que nem liga em cortar doces, mas sofre ao pensar em deixar a bebida de lado.

Porém, saiba que esta é uma mudança necessária se você deseja ter um equilíbrio saudável no seu sistema digestivo novamente, mas essa mudança não precisa ser eterna se você não quiser.

Quando você se livrar da candidíase e recuperar sua saúde, você pode começar a adicionar pequenas quantidades de álcool novamente, sempre mantendo uma dieta baixa em açúcar e equilibrada. Então, confira então 7 motivos para você largar o álcool de uma vez por todas abaixo!

  1. O álcool enfraquece seu sistema imunológico

Um sistema imunológico reforçado é necessário para manter os agentes patogênicos como a Cândida albicans.

Sem os glóbulos brancos, anticorpos, bactérias intestinais saudáveis no seu organismo, os micro-organismos oportunistas podem rapidamente sair do controle. Beber álcool pode enfraquecer a resposta do seu sistema imunológico a essas ameaças.

Um estudo recente realizado na Universidade de Maryland mediu os efeitos da vodca no sistema imunológico. Depois de beber vodca, os participantes foram submetidos a testes para medir os três tipos diferentes de glóbulos brancos.

Curiosamente, o estudo mostrou que beber álcool causou um aumento imediato na atividade do sistema imunológico.

No entanto, este efeito foi rapidamente perdido. Após 2 a 5 horas, os níveis de glóbulos brancos foram caindo significativamente, sinalizando um sistema imunológico mais fraco.

  1. O álcool pode sobrecarregar seu fígado

Seu fígado é uma das suas principais defesas contra os sintomas da candidíase. É responsável pelo processamento e eliminação de inúmeras toxinas do seu corpo, inclusive os subprodutos metabólicos da Cândida albicans como acetaldeído, ácido úrico, amônia, etc.

O acetaldeído é um exemplo! Ele é conhecido por ser uma neurotoxina poderosa e um carcinógeno. Se não for processado eficientemente pelo fígado, pode causar dores de cabeça crônicas e confusão cerebral.

Beber álcool pode piorar essa situação, pois enfraquece a função hepática impedindo que seu fígado trabalhe de forma eficiente.

O crescimento excessivo de Cândida combinado com o álcool pode aumentar significativamente a carga em seu fígado. E, em algumas circunstâncias, seu fígado pode ficar sem agentes como o molibdênio para processar acetaldeído e outras toxinas, que seguirão circulando livremente pelo seu corpo.

  1. O álcool afeta seu humor

Você já deve ter reparado que muitas pessoas ou, na verdade, a maioria delas, inclusive você pode ter mudanças de humor quando bebe. Por mais que no começo você se sinta eufórica e alegre, depois isso muda bruscamente para irritação, tristeza, mau humor e até depressão.

Os efeitos do álcool são enganosos, porque ele altera a química do seu cérebro. Beber álcool reduz regularmente o nível de serotonina, responsável pelo bom humor e bem estar. À longo prazo, isso pode levar a ansiedade, estresse e mau humor.

  1. O álcool pode acabar com suas noites de sono

Veja se essa cena é familiar pra você: Você toma alguns copos de vinho ou alguma outra bebida alcoólica e sente muito sono e vai dormir.

Na hora de dormir seu corpo deve desligar o Sistema Nervoso Simpático, aquele que te deixa ligado e alerta, e ativar o Sistema Nervoso Parassimpático, responsável pelo descanso.

Beber muito álcool impedirá o seu corpo de fazer isso, pois depois que os efeitos do álcool diminuírem, seu SNS é ativado e isso o desperta rapidamente. Por isso também que você acorda se sentindo esgotada, com aquela ressaca o dia todo.

O sono reparador é muito importante, pois ajuda a reforçar seu sistema imunológico, contribuir para manter todas as funções do corpo em dia e melhorar seu humor. O sono insuficiente pode levar a imunidade baixa, desequilíbrio hormonal e cansaço.

  1. O álcool acaba com sua energia

A noite mal dormida só pode levar a uma coisa: baixos índices de energia. Por mais que você recorra a bebida justamente para te dar aquela despertada em algum evento, depois acontece justamente o contrário.

Quando o álcool começa a sair do seu sistema, você começa a se sentir ainda mais cansada e sem energia.

Outra ideia é beber um copo grande de água ou tirar uma rápida soneca de 20 minutos a tarde! Apenas esqueça o álcool, ele só pode te trazer prejuízos à longo prazo, inclusive para a candidíase.

  1. O álcool coloca mais estresse nas suas glândulas adrenais

Seu fígado não é o único órgão que fica sobrecarregado ao ingerir álcool. As glândulas adrenais, que ficam localizadas logo acima dos rins, também podem ser sobrecarregadas se você não se cuidar.

Normalmente acreditamos que as glândulas supra-renais (também chamada de eixo HPA) ficam sobrecarregadas devido ao estresse emocional crônico. É verdade, mas esta não é a única causa. Outras condições crônicas como asma, artrite, candidíase ou alergias simples podem causar estresse em seu sistema adrenal e neuroendócrino.

Quando você bebe muito álcool, ele tende a reduzir seus níveis de glicose no sangue. À medida que o açúcar no sangue diminui, as glândulas adrenais começam a produzir cortisol, que é responsável por aumentar os níveis de açúcar no sangue.

O álcool sobrecarrega as glândulas adrenais, desregula sua glicemia e força as glândulas supra-renais a produzirem hormônios extras. Parar de beber álcool pode te ajudar a recuperar seus níveis de energia normais.

  1. O álcool desestabiliza o açúcar no sangue

O álcool pode ter diferentes efeitos sobre o açúcar no sangue. Os diabéticos, por exemplo, precisam ter muito cuidado com suas escolhas, porque o álcool pode baixar o açúcar no sangue de forma perigosa.

Por outro lado, bebidas como cerveja, vinho contêm quantidades significativas de açúcar e podem aumentar a glicemia em curto prazo.

Nada disso é bom para alguém que sofre de candidíase. O alto nível de glicose no sangue pode servir de fonte para a Cândida Albicans mudar para sua forma fúngica e contribuir para uma infestação.

O baixo nível de açúcar no sangue pode levar a desejos por comidas açucaradas ou ricas em carboidratos. Sem falar que essas mudanças na glicemia podem rapidamente sobrecarregar o Eixo HPA, como vimos no item acima.

O que fazer?

Como você pode ver acima, o álcool pode ter numerosos efeitos negativos em seu corpo, fazendo com que ele fique enfraquecido para lutar contra o crescimento da Cândida Albicans e seus sintomas.

Para combater a candidíase você não só precisa largar o álcool por um tempo, mas também seguir outras dicas importantes como mudar os hábitos alimentares, ingerir probióticos e antifúngicos e outros passos que você encontra de forma detalhada no meu plano de tratamento Operação Candidíase. Confira!

Leave a Reply

Your email address will not be published.