Mulher sentada e cabeça apoiada

A candidíase sistêmica, como o nome já indica, é a candidíase que ataca todo o sistema. Isso parece assustador, não é mesmo? É por isso que é a candidíase mais grave, dentre todas as outras. Essa é a variação mais séria da doença e, dependendo, do estágio que estiver e se não for tratada, pode até matar.

Ela é mais perigosa do que as outras, pois ataca diversas regiões do corpo através da corrente sanguínea. Ela geralmente começa com uma candidíase intestinal e vai se desenvolvendo a partir de um sistema imunológico enfraquecido.

Os sintomas da candidíase são causados pela liberação de toxinas produzidas pelo fungo Cândida Albicans. Para quem não sabe, todo mundo já tem essa bactéria no organismo, mas ela só começa a apresentar problema quando ela é convertida em fungo e passa a se fortalecer, crescer e infestar seu corpo.

Se o seu sistema imunológico estiver fortalecido, dificilmente esse organismo apresentará problema, pois será mantido sob controle. Uma flora intestinal saudável também faz toda a diferença para manter a Candida controlada, sem apresentar riscos à saúde.

Quando há condições para o fungo começar a se reproduzir em excesso a partir de uma dessas causas, ele libera diversas toxinas no sangue que podem provocar sintomas desagradáveis.

Os sintomas mais comuns são dores de cabeça, dores musculares, irritabilidade, alterações emocionais e mudanças de humor. Os sintomas da candidíase sistêmica podem variar dependendo do estado da infecção.

É muito comum algumas pessoas acharem que estão curadas da candidíase sistêmica, pois os sintomas podem desaparecer completamente por uma semana. Porém, do nada, os sintomas podem voltar ainda mais fortes na próxima crise. Por isso que é essencial um diagnóstico precoce.

Em alguns casos algumas pessoas possuem alguma alergia a certos tipos de alimentos ou ambientes que servem de catalisador e gatilhos para desenvolver os sintomas e piorar ainda mais a doença. Neste caso é importante buscar ajuda especializada para identificar e eliminar a causa do problema.

Principais sintomas da candidíase sistêmica

mulher triste pensando

A candidíase sistêmica afeta diferentes partes do organismo sempre que tem oportunidade. Pode começar atacando as partes mais fracas do organismo e depois indo para outras áreas.

Os sintomas aparecem e desaparecem e a doença não tem fim, como um ciclo vicioso. Se o sistema imunológico continuar enfraquecido a doença vai piorando cada vez mais e parece que não tem mais solução.

As dores de cabeça, dores musculares, irritação, fadiga só parecem aumentar e você vai perdendo as esperanças. Essa doença pode inclusive interferir na sua vida profissional, pessoal e interferir nos seus relacionamentos.

Parece uma bola de neve, mas é importante não deixar o desespero tomar conta, pois quanto menos otimista você ficar, mais estresse você irá gerar para o seu corpo e menos chances de recuperação você terá.

O pior de tudo isso é que quando você vai ao médico pode ser que o médico tenha dificuldade de diagnosticar a doença e acabar tratando apenas os sintomas sem colocar um fim ao seu sofrimento.

É importante encontrar um médico de confiança especializado para investigar melhor os seus sintomas e chegar realmente à causa do problema.

Os sintomas mais comuns da candidíase sistêmica podem ser semelhantes a uma série de outras doenças. Você pode desenvolver dois, três ou mais sintomas. Eles variam de pessoa para a pessoa e do estágio que se encontra sua infecção fúngica. Lembrando que, quanto antes for diagnosticado, melhor.

Confira a lista dos sintomas principais da candidíase sistêmica

  • Mal-estar recorrente
  • Problemas no estômago e nos intestinos
  • Infecções urinárias recorrentes
  • Mudanças de humor repentinas
  • Infecções constantes
  • Alteração no peso
  • Fadiga crônica
  • Problemas de concentração
  • Desequilíbrios hormonais
  • Insônia
  • Falta de desejo sexual
  • Problemas no fígado
  • Dores musculares
  • Problemas renais
  • Dores abdominais
  • Tosse frequente
  • Memória fraca
  • Hiperatividade
  • TPM severa
  • Flatulência
  • Irritabilidade
  • Alergias
  • Depressão
  • Diarreia
  • Úlceras
  • Asma
  • Acne

Estes são alguns dos sintomas mais comuns da candidíase sistêmica. Consulte um médico para melhor orientação se você suspeitar que seja candidíase, converse com ele.

No meu livro Operação Candidíase eu trago com detalhes informações sobre as principais causas, sintomas e um plano de tratamento que envolve uma mudança completa na sua alimentação para combater candidíase. Consulte e tire todas as suas dúvidas!

Leave a Reply

Your email address will not be published.