mulher desconfiada

Candidíase recorrente pode desgraçar a vida de uma pessoa. Eu sei bem disso, pois sofri com candidíase por 4 anos. Nesse tempo fiz de tudo – ou praticamente tudo – para me livrar da doença e nada resolvia.

Vou contar um pouco da minha história e quem sabe você se identifique.

No começo, logo quando fui diagnosticada, o médico me receitou antibióticos e antifúngicos  que usei durante 8 dias e os sintomas sumiram. Passando alguns dias os sintomas voltaram um pouco mais fortes.

Retornei ao ginecologista e ele me receitou outros medicamentos ainda mais fortes e caros. Dessa vez, foram 15 dias de tratamento para que os sintomas sumissem… e para minha infelicidade, depois de um mês ela voltou novamente e ainda mais forte.

Não entendia porque aquilo continuava, mesmo eu tendo seguido a risca o tratamento que o médico passou.

Frustrada, repeti o procedimento, consulta com ginecologista: receita, farmácia, medicamentos e tratamento. Como das outras vezes, eu achei que os remédios conseguiriam resolver o problema pelo menos por um curto período.

Entretanto, o fungo já tinha ganhado resistência e os medicamentos não faziam mais efeito. Sem perceber eu acabei entrando em um ciclo sem fim que era quase uma quimioterapia.

Em 5 meses a candidíase tornou-se crônica e não adiantava mais o tratamento.

Esse foi o início da minha luta de 4 anos contra a maldita candidíase, que quase destruiu a minha vida e meu casamento.

O que é candidíase recorrente?

médica conversando com paciente

Você percebeu como nenhum tratamento adiantava e como a Cândida sempre voltava no final das contas? E pior, ainda mais fortalecida do que antes?

Se você sofre com candidíase há algum tempo muito provavelmente você já tentou uma série de procedimentos e tratamentos convencionais. Você deve estar familiarizada com o nome Fluconazol (Diflucan) e pomadas.

Se você está nessa fase sabe que, por mais que os sintomas pareçam desaparecer no início, a candidíase recorrente sempre volta e os remédios simplesmente não funcionam, pois o sofrimento não tem fim.

Você deve estar se perguntando: Mas, Ana Cristina, por que a candidíase sempre volta? O que acontece, afinal?

Entenda melhor: os remédios prescritos realmente funcionam, até porque foram feitos muitas pesquisas para isso e não estou falando que eles são um lixo. O que estou querendo dizer que eles tratam uma doença secundária e os sintomas da candidíase.

Dessa maneira na hora você sente uma melhora, mas como não foi tratada a raiz do problema ela sempre volta.

Um exemplo é quando você pega uma gripe. Depois de poucos meses que você já tinha se “curado”, você pega de novo e fala que sua gripe voltou.

Da mesma forma é com a candidíase. A candidíase recorrente não volta, ela sempre estava lá e muito provavelmente não está sendo tratada da forma adequada.

Outro exemplo de doença recorrente

recusando o leite

Você já deve ter ouvido falar de intolerância, certo? São pessoas que apenas não conseguem ingerir determinado alimento, pois pode levar a diarreia, dores estomacais, dentre outros sintomas bem desagradáveis.

Existe um caso de um paciente que sofria de intolerância à lactose, entretanto, ele não sabia disso. Diferente das alergias que se manifestam logo depois da ingestão do alimento, as intolerâncias aparecem um tempo depois tornando difícil identificar a causa.

Quando uma pessoa que, não sabe que tem intolerância, começa a analisar seu histórico acha difícil diagnosticar sozinho a causa, pois vê que sempre consumiu derivados do leite e alimentos com lactose a vida inteira.

Por que agora o problema se desenvolveu? Na verdade, essa pessoa consumia esses alimentos a vida inteira, mas eles eram “tolerados”, ou seja, até uma certa quantidade, não lhe causava mal.

O diagnóstico de intolerância é difícil, mas não é impossível. Para descobrir, testes com alimentos são feitos com o paciente para buscar alguma reação. O processo pode ser lento, mas é a melhor forma de identificar uma intolerância.

Da mesma forma é com a candidíase! Se não for buscada a causa da candidíase, que podem ser várias, você nunca irá se livrar realmente da doença. Isso porque apenas tratar com medicamentos não é a solução.

Para conseguir tratar a candidíase é preciso compreender que a candidíase é resultado de um crescimento exagerado de um fungo (Cândida Albicans) que já existe no corpo.

No meu livro Operação Candidíase você encontra muitas dicas para um plano de tratamento adequado, dividido por fases. Confira!

Leave a Reply

Your email address will not be published.